Gols contra a favor do Vasco (década de 2010)

25/05/2011 – Copa do Brasil (Vasco 2 x 0 Avaí) (gol contra de Revson);

06/03/2012 – Copa Libertadores (Vasco 3 x 2 Alianza Lima/Peru) (gol contra de Christian Ramos);

25/08/2012 – Brasileiro (Vasco 1 x 2 Fluminense) (gol contra de Gum);

09/02/2013 – Carioca (Vasco 1 x 1 Fluminense) (gol contra de Jean);

17/08/2013 – Brasileiro (Vasco 2 x 3 Grêmio) (gol contra de Alex Telles);

27/10/2013 – Brasileiro (Vasco 1 x 2 Ponte Preta) (gol contra de Diego Sacoman);

29/01/2014 – Carioca (Vasco 4 x 0 Audax/RJ) (gol contra de Leandro Camilo);

09/02/2014 – Carioca (Vasco 1 x 1 Nova Iguaçu) (gol contra de Peter);

30/07/2014 – Copa do Brasil (Vasco 2 x 1 Ponte Preta/SP) (gol contra de Rafael Costa);

23/01/2015 – Torneio do Amazonas (Vasco 1 x 2 São Paulo/SP) (gol contra de Bruno);

15/03/2015 – Carioca (Vasco 5 x 1 Nova Iguaçu/RJ) (gol contra de Cleyton);

08/10/2016 – Brasileiro Série B (Vasco 1 x 0 Londrina) (gol contra de Germano);

12/07/2017 – Brasileiro (Vasco 4 x 1 Vitória) (gol contra de Kanu);

18/10/2017 – Brasileiro (Vasco 1 x 0 Atlético/GO) (gol contra de Jonathan);

21/10/2017 – Brasileiro (Vasco 1 x 1 Coritiba/PR) (gol contra de Matheus Galdezani);

19/11/2017 – Brasileiro (Vasco 1 x 3 Atlético/PR) (gol contra de Wanderson);

04/02/2018 – Carioca (Vasco 3 x 1 Volta Redonda/RJ) (gol contra de Bruno Costa);

13/02/2019 – Carioca (Vasco 3 x 0 Resende) (gol contra de Lucão);

06/11/2019 – Brasileiro (Vasco 1 x 2 Palmeiras/SP) (gol contra de Mayke);

10/11/2019 – Brasileiro (Vasco 3 x 0 CSA) (gol contra de Carlinhos).

Ex jogadores que já vestiram a camisa do Vasco (ao menos uma vez) no futebol de campo e que jogaram também futebol de areia

Paulo César Caju (atacante) (um dos pioneiros da modalidade, jogou futebol de areia antes do esporte se tornar profissional);

Cláudio Adão (atacante) (defendeu a Seleção Brasileira de Futebol de Areia na década de 1990);

Paulo Sérgio (goleiro) (defendeu a Seleção Brasileira de Futebol de Areia na década de 1990);

Júnior (lateral e meia) (atuou pela Seleção Brasileira entre 1993 e 2001);

Zico (meia) (atuou pela Seleção Brasileira nos anos de 1995/1996);

Roberto Dinamite (atacante) (participou jogo de despedida de Júnior Negão do futebol de Areia, em 2008);

Romário (atacante) (jogou pela Seleção Brasileira em 2005).

Edmundo (atacante) (jogou na areia pelo Vasco, em 2011).

A mais impressionante sequência de vices de uma equipe carioca não é do Vasco

O rival Flamengo tem a mais impressionante sequência de vices entre as equipes cariocas em todos os tempos (5 vices seguidos entre o segundo semestre de 2021 e o primeiro semestre de 2022):

Vice campeão da Libertadores da América: 2021 (mês de novembro);

Vice campeão brasileiro: 2021 (mês de dezembro);

Vice campeão da Supercopa do Brasil: 2022 (mês de fevereiro);

Vice campeão da Taça Guanabara: 2022 (mês de março);

Vice campeão Carioca: 2022 (mês de abril).

A título de comparação, o Vasco da Gama no ano de 2000, foi vice campeão mundial, da Torneio Rio São Paulo, da Taça Rio e do Campeonato Carioca, o que rendeu muita zoação por parte dos flamenguistas. No entanto, esses vices não foram consecutivos, sendo que o Vasco também foi campeão da Taça Guanabara, da Copa Mercosul e Brasileiro de 2000.

A importância do futebol amador na história do futebol e do Vasco da Gama

O futebol amador é a essência do futebol brasileiro e o Vasco de Tamboril (Arcoverde/Pernambuco) é um exemplo que lembra também a origem do próprio Vasco da Gama (RJ), que nos primeiros anos de sua existência tinha jogadores em seu elenco que dividiam suas profissões com o futebol, que era não remunerado. Com o passar do tempo, o próprio Gigante da Colina foi um dos pioneiros na profissionalização do futebol no Brasil, com o pagamento de “bicho”, posteriormente “salário”.