Vasco Sub-17 (RJ) devolve 6 a 2 ao Cruzeiro (MG), 25 anos depois do revés em casa da equipe profissional

Em 28/03/1996, o Vasco sofreu uma das piores derrotas da sua história no seu Estádio (São Januário). A equipe do Cruzeiro (MG) goleou a equipe vascaína por 6 a 2, em jogo válido pela Copa do Brasil. 25 anos depois, o time Sub-17 do Vasco da Gama goleou a equipe mineira pelos mesmos 6 a 2, em partida válida pela semifinal do Campeonato Brasileiro da categoria e conquistou, de forma inédita, a vaga na decisão da competição nacional.

O primeiro jogo da história do Joinville (SC) foi em um amistoso interestadual diante da equipe do Vasco da Gama (RJ)

Em 09/03/1976, ocorreu o primeiro da história do Joinville (SC), que foi diante da equipe do Vasco da Gama (RJ), em um amistoso interestadual, que aconteceu no Estádio Ernesto Schlemm Sobrinho (Joinville/SC) e que terminou empatado em 1 a 1. O gol vascaíno foi de Roberto Dinamite (18 minutos do segundo tempo) e o gol do Joinville foi de Tonho (37 minutos do primeiro tempo). O Joinville nasceu da fusão entre as equipes do América e do Caxias e é um dos 5 clubes mais tradicionais do Estado de Santa Catarina, que está situado no sul do Brasil.

Recorde de jogos do Vasco, em dias diferentes, no intervalo de 7 dias

Nos anos de 1936 e de 1950, o Vasco da Gama chegou a jogar 4 partidas, em dias diferentes, em um intervalo de 7 dias:

02/04/1936 – Amistoso (Vasco 1 x 3 Tramways);

05/04/1936 – Amistoso (Vasco 2 x 1 Seleção de Pernambuco);

06/04/1936 – Amistoso (Vasco 1 x 0 Central);

08/04/1936 – Amistoso (Vasco 6 x 1 Seleção de Pernambuco).

28/06/1950: Amistoso (Vasco 6 x 1 Estrela do Norte/ES);

29/06/1950: Amistoso (Vasco 2 x 0 Cachoeiro/ES);

01/07/1950: Amistoso (Vasco 9 x 0 Estrela do Norte/ES);

02/07/1950: Amistoso (Vasco 2 x 1 Cachoeiro/ES).

As principais estrelas do futebol brasileiro ao longo dos tempos e que vestiram a camisa Vasco da Gama (ao menos uma vez ao longo da carreira)

Russinho (destaque brasileiro na primeira Copa do Mundo de Seleções, em 1930, que foi disputada no Uruguai),

Leônidas da Silva (foi o artilheiro da Copa do Mundo de Seleções de 1938, com 7 gols),

Heleno de Freitas (em seu auge, na década de 1940, não houve Copas do Mundo, por conta da Segunda Guerra Mundial),

Ademir de Menezes (um dos grandes destaques no Mundial de Seleções de 1950, pela Seleção Brasileira, tendo sido o artilheiro da competição, com 9 gols),

Zizinho (melhor jogador da Copa do Mundo de 1950 , que foi disputada no Brasil),

Vavá (o “Leão da Copa” de 1958, artilheiro com 4 gols, ao lado de Guarrincha e de outros jogadores),

Guarrincha (grande destaque da Seleção Brasileira, no título do Campeonato Mundial de 1962, artilheiro ao lado de Vavá e de outros jogadores com 4 gols),

Pelé (grande destaque no tricampeonato mundial da Seleção Brasileira em 1970 com 4 gols e sendo eleito o melhor jogador da competição),

Tostão (tricampeão mundial pela Seleção, em 1970, anotando 2 gols, tendo sido um dos grandes destaques do time, ao lado de Pelé e Jairzinho),

Roberto Dinamite (destaque da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1978 e artilheiro do time com 3 gols),

Zico (destaque da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1982, com 4 gols),

Romário (destaque da Seleção Brasileira no Mundial de Seleções de 1994, na conquista do tetracampeonato, tendo sido o artilheiro da equipe com 5 gols),

Bebeto (um dos grandes nomes da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1994, ao lado de Romário e na Copa do Mundo de 1998, ao lado de Ronaldo fenômeno).

*Outro grande craque da história do futebol do país em Copas do Mundo quase chegou a jogar no Vasco da Gama, em 2015. O jogador pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira em 2002, Ronaldinho Gaúcho, um dos destaques daquela conquista, junto com Ronaldo Fenômeno e Rivaldo, estava praticamente certo como reforço do Cruzmaltino, chegando a ser anunciado pelo clube, pois estariam faltando apenas alguns detalhes para ele ser anunciado oficialmente, porém o negócio não se concretizou e o jogador acabou indo, na época, para a equipe do Fluminense (RJ). Atuou também pelo Flamengo, no Rio de Janeiro.

** outro jogador brasileiro destaque em Copas do Mundo, pentacampeão em 2002 e artilheiro da Seleção Brasileira com 8 gols naquela competição, Ronaldo fenômeno não chegou a jogar pelo Vasco da Gama, apenas nas equipes do São Cristóvão e do Flamengo, no Rio de Janeiro.

*** O jogador Neymar, destaque brasileiro nas Copas do Mundo de 2014 e de 2018 e o principal nome do Brasil no ouro olímpico em 2016, no Rio de Janeiro, também não atuou pelo Vasco da Gama.