Ranking Brasileirão pontos corridos (2003 a 2021) (critério olímpico)

Campeão= equivalente ao peso da medalha de ouro;

Vice-campeão: equivalente ao peso da medalha de prata;

Terceiro colocado: equivalente ao peso da medalha de bronze.

Primeiro colocado: Corinthians (4 títulos e terceiro colocado);

Segundo colocado: Cruzeiro (3 títulos, 1 vice e 1 terceiro colocado);

Terceiro colocado: São Paulo (3 títulos e 3 terceiro colocado);

Quarto colocado: Flamengo (2 títulos, 2 vices e 2 terceiro colocado);

Quinto colocado: Palmeiras (2 títulos, 1 vice e 1 terceiro colocado);

Sexto colocado: Fluminense (2 títulos e 1 terceiro colocado);

Sétimo colocado: Santos (1 título, 4 vices e 1 terceiro colocado);

Oitavo colocado: Atlético Mineiro (1 título, 2 vices e 1 terceiro colocado);

Nono colocado: Internacional (4 vices e 1 terceiro colocado);

Décimo colocado: Grêmio (2 vices e 3 terceiro colocado);

Décimo primeiro colocado: Atlético Paranaense (1 vice e 1 terceiro colocado);

Décimo segundo colocado: Vasco da Gama: (1 vice).

Obs1: apenas 12 equipes terminaram entre os 3 primeiros colocados do Campeonato Brasileiro (formato de pontos corridos);

Obs2: Apenas 8 equipes conseguiram ser campeãs (formato de pontos corridos).

Comparação do rendimento do Vasco no Brasileirão Série A e Série B (formato de pontos corridos) (critério soumaisvasco)

Série A: 43 pontos (1 ponto pela décima segunda colocação em 2005, 7 pontos pela sexta colocação em 2006, 3 pontos pela décima colocação em 2007, 2 pontos pela décima primeira colocação em 2010, 15 pontos pela segunda colocação em 2011, 8 pontos pela quinta colocação em 2012, 6 pontos pela sétima colocação em 2017 e 1 ponto pela décima segunda colocação em 2019);

Série B: 43 (20 pontos pelo título em 2009, 10 pontos pela terceira colocação em 2014, 10 pontos pela terceira colocação em 2016 e 3 pontos pela décima colocação em 2021).

Resumo do Vasco na Série B (2009 a 2021)

253 pontos conquistados; 70 vitórias, 43 empates, 39 derrotas, 205 gols feitos, 158 gols sofridos, saldo positivo de 47 gols.

Edição de 2009 (acesso à Série A): campeão, 76 pontos, 22 vitórias, 10 empates, 6 derrotas, 58 gols feitos, 29 gols sofridos, saldo positivo de 29 gols;

Edição de 2014 (acesso à Série A): terceiro colocado, 63 pontos, 16 vitórias, 15 empates, 7 derrotas, 50 gols feitos, 36 gols sofridos, saldo positivo de 14 gols;

Edição de 2016 (acesso à Série A): terceiro colocado, 65 pontos, 17 vitórias, 8 empates, 11 derrotas, 54 gols feitos, 41 gols sofridos, saldo positivo de 13 gols;

Edição de 2021: décimo colocado, 49 pontos, 13 vitórias, 10 empates, 15 derrotas, 43 gols feitos, 52 gols sofridos, saldo negativo de 9 gols.