Os 10 jogadores que mais jogaram com a camisa do Vasco

Roberto Dinamite: 1110 jogos

Carlos Germano: 632 jogos

Sabará: 576 jogos

Alcir Portela: 511 jogos

Barbosa: 485 jogos

Mazaropi: 477 jogos

Pinga: 466 jogos

Coronel: 449 jogos

Paulinho de Almeida: 436 jogos

Bellini: 430 jogos

Dessa lista, dos 10 jogadores com mais partidas pelo Vasco, 3 eram goleiros, Carlos Germano, Barbosa e Mazaropi, 3 eram atacantes, Roberto Dinamite, Sabará e Pinga, 1 era zagueiro, Bellini, 1 era volante, Alcir Portela, 1 era lateral direito, Paulinho de Almeida, 1 era lateral esquerdo, Coronel.

Os 20 maiores goleadores da história do Vasco

Roberto Dinamite: 702 gols

Romário: 326 gols

Ademir de Menezes: 301 gols

Pinga: 250 gols

Russinho: 225 gols

Ipojucan: 225 gols

Vavá: 191 gols

Sabará: 165 gols

Lelé: 147 gols

Valdir: 144 gols

Edmundo: 138 gols

Maneca: 137 gols

Chico: 127 gols

Friaça: 114 gols

Bismarck: 109 gols

Célio: 100 gols

Ramon Menezes: 97 gols

Elton: 52 gols

Leandro Amaral: 51 gols

Nenê: 44 gols

Dessa lista, os dezesseis primeiros têm 100 ou mais gols, nenhum outro clube do futebol brasileiro tem algo parecido.

Jogadores mais vezes artilheiros do Campeonato Nacional do Brasil

Romário – 3 vezes (2000, 2001, 2005), todas pelo Vasco.

Túlio Maravilha- 3 vezes (1989, 1994, 1995), em 1989 pelo Goiás e nos anos de 1994 e de 1995 pelo Botafogo.

Fred – 3 vezes (2012, 2014, 2016), as 3 vezes pelo Fluminense, sendo que na edição de 2016 jogou também pelo Atlético Mineiro.

Dadá Maravilha: 3 vezes (1971, 1972, 1976), em 1971 e em 1972 pelo Atlético Mineiro e no ano de 1976 pelo Internacional.

Detalhes: Romário foi revelado para o Brasil e para o mundo com a camisa do Vasco, surgindo no Vasco nos anos 80, tendo sido a sua primeira passagem pelo Vasco de 1985 a 1988, destacando-se desde cedo como goleador.

Time com mais artilheiros do Brasileirão

Sem computar os títulos que foram equiparados ao Brasileirão, disputados antes de 1971 (Taça Brasil e Roberto Gomes Pedrosa, conhecido como Robertão), o Vasco é o clube com mais goleadores por edição do Campeonato Nacional da Série A, são 8 vezes que o Gigante da Colina terminou a competição com o artilheiro, junto com o Santos, também 8 vezes.

Todos os artilheiros do Vasco:

1974: Roberto Dinamite

1978: Paulinho

1984: Roberto Dinamite

1992: Bebeto

1997: Edmundo

2000: Romário

2001: Romário

2005: Romário

Melhores times do Brasil década por década

Anos 1900

Década 00: Fluminense (4 Carioca)

Década de 10: Paulistano (1 Taça Ioduran RJ/SP e 2 vices e 5 Paulista)

Década de 20: Corinthians (1 Taça dos Campeões Estaduais – SP/RJ e 5 Paulista)

Década de 30: Botafogo (1 Taça dos Campeões Estaduais RJ/SP e 5 Carioca)

Década de 40: Vasco (1 Campeonato Sulamericano e 3 Carioca invicto)

Década de 50: Vasco (1 Torneio de Paris – Mundial de Clubes, 1 Rio São Paulo, 4 Carioca e 1 Tereza Herrera)

Década de 60: Santos (2 Mundiais, 2 Libertadores, 1 Recopa Intercontinental, 1 Supercopa Sulamericana dos Campeões Intercontinentais, 5 Brasileiros, 3 Rio São Paulo, 8 Paulista)

Década de 70: Cruzeiro (1 Vice Mundial, 1 Libertadores, 5 Mineiro e 1 Taça Minas Gerais)

Década de 80: Flamengo (1 Mundial, 1 Libertadores, 3 Brasileiros, 2 Carioca)

Década de 90: São Paulo (2 Mundiais, 2 Libertadores, # Recopa Sulamericana, 1 Supercopa Sulamericana, 1 Conmebol, 1 Copa Master Conmebol, 1 Brasileiro e 3 Paulista)

Anos 2000

Década 00: Internacional (1 Mundial, 1 Libertadores, 1 Copa Sulamericana, 1 Recopa Sulamericana, 1 Copa Suruga, 6 Gaúcho e 1 Copa FGF)

Década 10: Corinthians (1 Mundial, 1 Libertadores, 1 Recopa Sulamericana, 3 Brasileiros e 4 Paulista)

Década de 20: em aberto

Vasco e Corinthians, os únicos melhores em duas décadas, de 1940 e de 1950 (Vasco) e de 1920 e de 2010 (Corinthians).

Time dos centenários

Vasco campeão no centenário de fundação do clube, em 1998, tendo conquistado o Carioca, a Taça Guanabara, a Taça Rio, a Libertadores da América, o vice campeonato da Copa interamericana e do Mundial de Clubes. Em 2015, ano do centenário do futebol do Vasco, conquistou o título Carioca. Em 1965, venceu o Troféu Quarto Centenário da Cidade do Rio de Janeiro, vencendo o Flamengo por 4 x 1 na final.

Maiores goleadores do Brasileirão

Os três maiores artilheiros da história do Brasileirão são da base do Vasco e dos 30 maiores goleadores da história do Brasileirão, 17 vestiram a camisa do Vasco ao menos uma vez na carreira, sendo um exemplo de clube protagonista no futebol brasileiro, com grandes jogadores com passagem pelo clube, que vestiram e honraram a sua camisa, entrando para a linda história do Vasco da Gama.

Lista dos maiores artilheiros da história do Brasileirão e com passagem pelo clube em algum momento da carreira, que vestiram ao menos uma vez a camisa do Vasco (em jogos oficiais ou amistosos):

Roberto Dinamite (190 gols) – número 1

Romário (154 gols) – número 2

Edmundo (153 gols) – número 3

Fred (148 gols) – número 4

Zico (135 gols) – número 5

Luís Fabiano (116 gols) número 9

Diego Souza (110 gols) – número 11

Paulo Baier (108 gols) – número 12

Alecssandro (105 gols) – número 13

Pelé (99 gols) – número 15

Ramon Menezes (98 gols) – número 17

Dodô (96 gols) – número 18

Evair (92 gols) – número 21

Cláudio Adão (91 gols), Viola (91 gols), Marcelinho Carioca (91 gols) e Jorge Mendonça (91 gols) – quatro jogadores ex Vasco empatados entre os cinco com 91 gols – número 23 a 27.

Souza: (77 gols) – número 30.

Expresso da Vitória do Remo

Pelo Campeonato Carioca de Remo só deu Vasco de 1944 a 1959, 16 títulos estaduais consecutivos, hexadecacampeão, recorde absoluto da competição até os dias de hoje. O Vasco, que tem a sua origem no remo (desde 1898), depois que apareceu o futebol (1915), tem em seu hino um trecho que se canta “no remo és imortal, no futebol é o traço de união Brasil-Portugal”. O Remo é histórico, representa o nascimento do clube e a maior sequência de títulos estaduais seguidos, entre todas as modalidades esportivas da história do Clube de Regatas Vasco da Gama, que conserva em seu nome oficial, por tradição, o título “Clube de Regatas”, apesar de ser um clube multicampeão em diversas outras modalidades esportivas ao longo da sua história, como o futebol, o atletismo, o basquete, o futsal, o futebol de areia, a natação, dentre outras dezenas de esportes.

Maior goleador dos três clássicos

Roberto Dinamite é o maior goleador do Clássico dos Milhões (Vasco x Flamengo), com 27 gols anotados com a camisa Cruzmaltina, sendo também o maior goleador do Clássico dos Gigantes (Vasco x Fluminense), com 36 gols anotados com a camisa Cruzmaltina e ainda é o maior goleador do Clássico da Amizade (Vasco x Botafogo), com 25 gols anotados com a camisa Cruzmaltina. Roberto Dinamite, o maior goleador dos três clássicos.