Preparadores físicos da Seleção Brasileira em Copas, alguns nomes com passagem pela comissão técnica do Vasco da Gama

Mário Américo: (Copas de 1950 a 1974) (passagem como preparador físico do Vasco na época do Expresso da Vitória, como nos anos de 1944 e 1945);

Paulo Amaral (Copa de 1958, 1962, 1966) (passagem como treinador do Vasco em 1961 e 1962 e em 1971);

Carlos Alberto Parreira e Admildo Chirol (1970, 1974) (Admildo Chirol foi treinador do Vasco da Gama em 1971);

Tião Araújo e Admildo Chirol (1978) (Admildo Chirol foi treinador do Vasco da Gama em 1971);

Ademar Braga (1990) (vários anos como preparador físico do Vasco da Gama na década de 1990);

Paulo Paixão (1994, 1998, 2002, 2006, 2010 e 2014) (preparador físico do Vasco da Gama em 2015);

Anselmo Sbragia (2014);

Moraci Sant’anna (1982, 1986, 1994, 2006).

Vasco na inauguração do Estádio Alberto Oliveira (“Jóia da Princesa”)

Em 13/11/1966, o Vasco participou do jogo de inauguração do Estádio Alberto Oliveira (“Jóia da Princesa”), diante da equipe do Fluminense de Feira de Santana. O Gigante da Colina venceu o jogo por 1 a 0. Essa partida contou com o maior público da história do estádio, 28.000 pessoas. Em 22/08/1985, houve uma reinauguração e de novo Vasco e Fluminense de Feira se enfrentaram, dessa vez com vitória do Fluminense de Feira por 1 a 0, no segundo maior público da história do estádio, 25.254 pessoas.

Parentes que jogaram pelo futebol ou futsal do Vasco da Gama (no profissional ou na base, mesmo que em apenas um jogo)

Domingos da Guia e Ladislau da Guia (irmãos);

Isaías (Espresso da Vitória) e Léo Lima (bisavô e bisneto);

Luís Carlos Winck e Cláudio Winck (tio e sobrinho);

Romário e Romarinho (pai e filho);

Roberto Dinamite e Rodrigo Dinamite (pai e filho);

Kaio Magno e Talles Magno (irmãos);

Jardel e George (irmãos);

Geovani e Andrey (pai e filho);

Cláudio Adão e Felipe Adão (pai e filho);

Edu Coimbra e Zico (irmãos);

Zé do Carmo e Breno (pai e filho);

Pimentel e Eric Pimentel (pai e filho);

Allan Sorato e Sorato;

Valkmar e Rayan (pai e filho);

Felipe e Lucas (pai e filho).

Alguns jogadores com raíz no Flamengo e que também deram seus frutos no Vasco da Gama

Zizinho (atacante): jogou uma partida com a camisa do Vasco na década de 1950;

Zico (meia) e Júnior (lateral): Dois dos maiores jogadores da história do Flamengo, ambos jogaram uma partida com a camisa do Vasco da Gama;

Rondinelli (atacante): Jogou pelo Vasco da Gama na década de 1980;

Andrade (volante) e Tita (meia): jogaram pelo Vasco na década de 1980;

Bebeto (atacante): Jogou pelo Vasco na década de 1980 e 1990;

Gilmar Rinaldi (goleiro), Gaúcho (atacante), Zinho (meia) e Charles Guerreiro (lateral): os 4 jogaram pelo Combinado Vasco/Flamengo uma vez em 1992 e o último (Charles Guerreiro) também foi jogador contratado pelo Vasco da Gama em 1995;

Beto (meia): jogou pelo Vasco na década de 2000;

Gilberto e Jorginho (laterais): jogaram pelo Vasco na década de 2000;

Júnior Baiano (zagueiro) e Marcelinho Carioca (meia): jogaram pelo Vasco na década de 2000;

Petkovic (meia): jogou pelo Vasco na década de 2000.