As conquistas/taças do futebol (masculino e feminino) profissional do Vasco e as principais conquistas da categoria juvenil

Futebol masculino

Conquistas internacionais na Europa: (22 conquistas/taças)

Taça Myrurgia (Espanha): 1931;

Taça Centenários: 1947 (Vasco 4 x 3 Combinado de Lisboa B.S.B – Benfica/Sporting/Belenenses, em 15/06/1947, tendo sido conquistadas mais outras cinco taças na excursão vascaína à Europa, no ano de 1947, que foram objeto de uma exposição à época, bem como os 8 troféus conquistados no título do Sulamericano do Chile do ano seguinte, em 1948);

Torneio de Paris: 1957 (status de Mundial de Clubes à época);

Troféu Teresa Herrera (Espanha): 1957;

Torneio Cidade de Sevilha (Espanha): 1979;

Troféu Festa de Elche/Festa d’Elx (Espanha): 1979;

Troféu Colombino (Espanha): 1980;

Torneio Ilha de Funchal (Portugal): 1981;

Troféu Ramon de Carranza (Espanha): 1987, 1988, 1989;

Torneio de Lorena/Torneio de Metz (França): 1989;

Torneio Cidade de Zaragoza (Espanha): 1993;

Torneio Cidade de Barcelona (Espanha): 1993;

Copa Diário de La Capital (Argentina): 1994;

Troféu Cidade de Palma de Mallorca (Espanha): 1995;

Troféu Bortolotti/Torneio de Bérgamo (Itália): 1997.

Conquistas internacionais na América: (22 conquistas/taças)

Torneio Luiz Aranha (Brasil): 1940;

Campeonato Sulamericano de Clubes Campeões (Chile): 1948 (8 taças, troféu “Parque Rosedal Tortillero”, troféu “Estabelecimientos Oriente”, troféu “Malteria Continental”, troféu “Musalem Hermanos”, troféu ” Café Casa do Brasil – La Doma”, troféu “Presidente Juan Perón”, troféu ” Band e Salas” e o troféu do título do campeonato, “Taça América del Sur “);

Quadrangular Internacional do Rio (Brasil): 1953;

Octogonal Rivadávia Corrêa Meyer (Brasil): 1953;

Torneio Internacional de Santiago (Chile): 1953;

Troféu do cinquentenário do Racing (Argentina): 1953;

Torneio Triangular Internacional do Chile (Chile): 1957;

Torneio de Lima (Peru): 1957;

Pentagonal do México (México): 1963;

Torneio IV Centenário do Rio de Janeiro (Brasil): 1965;

Torneio de Verão do Uruguai (Uruguai): 1982;

Copa de Ouro (Estados Unidos): 1987;

Copa TAP (Estados Unidos): 1987;

Copa Libertadores da América: 1998;

Copa Mercosul: 2000.

Conquistas internacionais na África: (1 conquista/taça)

Torneio da Amizade (Gabão): 1991.

Conquistas internacionais na Ásia: —

Conquistas internacionais na Oceania: —

Conquistas Nacionais: (6 conquistas/taças)

Brasileirão: 1974, 1989, 1997, 2000;

Brasileiro Série B: 2009;

Copa do Brasil: 2011.

Conquistas interestaduais (18 conquistas/taças):

Taça Barão de Cuprtin (SP): 1925

Taça Alberto Baccarat (SP): 1928;

Taça dos Campeões Estaduais RJ/SP: 1936;

Torneio Rio São Paulo (RJ/SP): 1958;

Troféu Mãe Pátria (SP): 1962;

Torneio Francisco Vasques/Cidade de Belém (PA): 1964;

Torneio Cinquentenário da Federação Pernambucana (PE): 1965;

Torneio Rio São Paulo (RJ/SP): 1966;

Torneio Quadrangular Heleno Nunes (RJ/ES): 1976;

Torneio Imprensa de Santa Catarina (SC): 1977;

Torneio José Fernandes (AM): 1980;

Torneio João Havelange (MG): 1981;

Torneio João Castelo (MA): 1982;

Torneio Cidade de Juiz de Fora (MG): 1986, 1987;

Torneio João Havelange (SP): 1993;

Torneio Rio São Paulo (RJ/SP): 1999;

Copa da Hora (SC): 2010.

Conquistas Estaduais (116 conquistas/taças):

Carioca da Segunda divisão/segundos quadros (1 conquista): 1920;

Carioca Série B (primeira divisão): 1922 (4 conquistas) (vencedor nas 3 categorias, primeiros, segundos e terceiros quadros, conquistando ainda a posse provisória da Taça Constantino, que veio em definitivo em 1924, após os títulos Estaduais seguidos de 1922, 1923, 1924, sendo o melhor clube carioca, nesse período);

Torneio Início do Estadual (10 conquistas, maior campeão): 1926, 1929, 1930, 1931, 1932, 1942, 1944, 1945, 1948, 1958. (A primeira participação do Vasco em uma competição com as equipes da elite aconteceu no Torneio Início de 1921, não tendo sido o campeão);

Campeonato Carioca (Série A) (24 conquistas): 1923, 1924, 1929, 1934, 1936, 1945, 1947, 1949, 1950, 1952, 1956, 1958, 1970, 1977, 1982, 1987, 1988, 1992, 1993, 1994, 1998, 2003, 2015, 2016;

Taça Guanabara (11 conquistas): 1965, 1976, 1977, 1986, 1987, 1990, 1992, 1994, 1998, 2000, 2003, 2016, 2019;

Taça Rio (11 conquistas, maior campeão): 1984, 1988, 1992, 1993, 1998, 1999, 2001, 2003, 2004, 2017, 2021;

Copa Rio (2 conquistas): 1992, 1993;

Torneio Extra (2 conquistas): 1973/Torneio Erasmo Martins Pedro, 1990/Taça Adolpho Bloch;

Turnos do Estadual com outros nomes (9 conquistas/taças): 1972/Taça José de Albuquerque, 1973/Troféu Pedro Novaes, 1974/Taça Oscar Wright da Silva, 1975/Taça Danilo Leal Carneiro, 1977/Taça Manoel do Nascimento Vargas Neto, 1980/Taça Gustavo de Carvalho, 1981/Taça Ney CIdade Palmeiro, 1988/Taça Brigadeiro Jerônimo Bastos, 1997/Terceiro turno do Estadual;

Campeonato Carioca de Segundos Quadros (2 conquistas): 1924, 1928;

Campeonato Carioca de Amadores/Resistência ao profissionalismo (4 conquistas): 1934, 1936, 1937, 1941;

Campeonato Carioca de Aspirantes/Reservas (11 conquistas): 1942, 1943, 1946, 1947, 1948, 1949, 1960, 1961, 1964, 1966, 1967;

Taça Ventura de Azevedo: 1926;

Festival promovido pelo S. C. Glória: 1926;

Troféu Pregão da Victoria: 1927;

Taça Sarmento de Beires: 1927;

Taça Moacyr Queirós: 1930;

Taça Monroe: 1930, 1931;

Taça Raul Guimarães de Aspirantes: 1966;

Taça Rivadávia Corrêa Meyer: 1967;

Campeão de Terra e Mar (13 conquistas): 1924, 1934, 1936, 1945, 1947, 1949, 1950, 1952, 1956, 1958, 1970, 1982, 1998;

Troféu da Paz: 1937 (posse provisória, após uma vitória de 3 a 1 sobre o América-RJ, em 31/07/1937, origem do termo Clássico da Paz, para o clássico Vasco/América-RJ); 1942 (posse definitiva, após uma vitória de 2 a 1 sobre o América-RJ, em 24/03/1942, em jogo de desempate, após o América-RJ ter empatado a disputa em 05/09/1937);

Taça Pinto Bastos: 1937 (após uma vitória de 3 a 2 do Vasco sobre o América-RJ, em 31/07/1937, ocasião em que o Vasco recebeu também o troféu “Bronze da Vitória” e a posse provisória da Taça da Paz, que foi conquistada, de forma definitiva, em 1942, com outra vitória sobre o América-RJ);

Troféu Bronze da Vitória: 1937 (Vasco 3 x 2 América-RJ, ocasião em que ganhou outros dois troféus, a Taça da Paz, posse provisória, tendo conquistado a posse definitiva em 1942, com outra vitória sobre o América-RJ e a Taça Pinto Bastos).

Conquistas Municipais (8 conquistas, taças):

Torneio Municipal: 1944, 1945, 1946, 1947 (maior campeão) (4 conquistas;

Torneio Relâmpago: 1944, 1946 (maior campeão) (2 conquistas);

Torneio Gérson dos Santos Coelho: 1948;

Taça Cidade de Cabo Frio: 1975.

Futebol feminino

Conquistas internacionais (1 conquista, taça):

Torneio Internacional de Futebol Feminino: 2000.

Conquistas nacionais (4 conquistas, taças):

Campeonato Brasileiro/Taça Brasil (3 conquistas): 1993, 1994, 1998;

Circuito Nacional de Futebol Social: 2013.

Conquistas interestaduais (1 conquista, taça):

1 Campeonato de Cotegipe de Futebol Feminino (BA): 1932.

Conquistas Estaduais (19):

Brasileirão da Baixada: 2018;

Torneio Início do Rio de Janeiro: 1999, 2000;

Campeonato Carioca (8 conquistas): 1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2010, 2012, 2013;

Taça Cidade de Nova Iguaçu (5 conquistas): 2010, 2011, 2013, 2014, 2016;

Copa Lifferj: 2017;

Copa Almirante Adalberto Nunes: 2010;

Torneio do Centro de Educação Física Adalberto Nunes: 2010.

Futebol Juvenil (6 conquistas):

Supercopa do Brasil Sub 20: 2020;

Copa do Brasil Sub 20: 2020;

Taça São Paulo de Futebol Júnior: 1992;

Taça Belo Horizonte de Futebol Júnior (3 conquistas, taças): 1991, 1992, 2013.

Total geral: 224 conquistas/taças, desde a primeira partida de futebol do clube (futebol masculino) no ano de 1916, sendo 106 anos de história, desde o primeiro jogo de futebol disputado pelo clube (time masculino). De 1916 até o ano de 2022 são 224 conquistas no futebol masculino, feminino e contabilizando os principais títulos da categoria juvenil, em 106 anos desde a primeira partida de futebol do clube (time masculino), em 1916, dando uma média de mais de 2 (duas) conquistas/taças por ano.

Vasco: primeiro clube carioca campeão do Brasileirão (antes da unificação com os campeonatos nacionais de anos anteriores)

Em 1974, o Vasco se tornou o primeiro clube carioca campeão do Brasileirão. Entretanto, com a unificação posterior das competições nacionais anteriores a 1971 (que era tida como a primeira edição do Brasileirão), o Botafogo passou a ser o primeiro clube carioca vencedor de uma competição nacional, tendo vencido a Taça Brasil de 1968, como era chamada a competição à época. Após a unificação, o primeiro campeão do Brasileirão passou a ser a equipe do Bahia (BA), que venceu a Taça Brasil de 1959, como era chamada a competição à época, sendo que antes da unificação dos títulos nacionais, o Atlético Mineiro era considerado o primeiro clube Campeão Brasileiro, tendo em vista a conquista nacional de 1971, a primeira com mais jogos, mais times e com mais tempo de competição.

Marta, revelada no Vasco, única jogadora a fazer gols em 5 Copas do Mundo diferentes (recorde entre homens e mulheres)

Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2003 (FIFA): 3 gols

Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2007 (FIFA): 7 gols

Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2011 (FIFA): 4 gols

Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2015 (FIFA): 1 gol

Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2019: 2 gols

Total: 17 gols em 5 Copas do Mundo de Futebol Feminino.

Único clube carioca campeão em todas as décadas (sem considerar a década de 2020, em andamento) da tradicional Taça Guanabara

Campeão na década de 1960 (no ano de 1965, tendo sido o primeiro campeão da Taça Guanabara, já havia sido também o primeiro campeão do Carioca no Maracanã, em 1950, o primeiro campeão do Carioca, com a presença do Vasco, do Flamengo, do Fluminense e do Botafogo, em 1923, ano de estréia do Vasco na primeira divisão do Estadual do Rio de Janeiro, sendo também o primeiro bicampeão com a presença dos 4 grandes do Rio de Janeiro/Guanabara).

Campeão na década de 1970 (nos anos de 1976 e de 1977, bicampeão consecutivo).

Campeão na década de 1980 (nos anos de 1986 e de 1987, bicampeão consecutivo).

Campeão na década de 1990 (nos anos de 1990, 1992, 1994 e 1998, década que conquistou mais títulos, quatro).

Campeão na década de 2000 (nos anos de 2000 e de 2003).

Campeão na década de 2010 (nos anos de 2015 e de 2019) .

Um total de 13 conquistas, em 6 décadas de disputa, no início da sétima.

O Flamengo não venceu na década de 1960, o Fluminense não venceu na década de 2000 e o Botafogo não venceu nas décadas de 1970 e de 1980.

Vasco: primeiro clube Campeão Carioca invicto (após a profissionalização do futebol em 1933)

No ano de 1945, foi a primeira vez na história do Campeonato Carioca, após a profissionalização do futebol, que houve um campeão invicto, o Vasco, com o “Expresso da Vitória”, o primeiro dos três conquistados na década de 1940, tendo vencido ainda, de forma invicta, em 1947 e em 1949, sendo o recordista de títulos invictos em uma mesma década, com três conquistas, outro grande feito do histórico esquadrão vascaíno, que ficou conhecido como “Expresso da Vitória”, time que ficou também vinte jogos invicto contra o Flamengo, entre 1945 e 1951, sendo 15 vitórias do Vasco e mais 5 empates.

Jogos entre Vasco e Flamengo em São Januário (campo do Vasco) e na Gávea (campo do Flamengo): Flamengo freguês

Em São Januário: O Vasco venceu o primeiro jogo com o Flamengo disputado no campo do Gigante da Colina, vitória por 3 a 1, em 15/05/1927. No geral, 43 jogos, 20 vitórias do Vasco, 13 vitórias do Flamengo e 10 empates.

Na Gávea: O Vasco venceu o primeiro jogo com o Flamengo disputado no campo do Urubu (na inauguração do Estádio), vitória por 2 a 0, em 04/09/1938. No geral, 7 vitórias do Vasco, 6 vitórias do Flamengo e 1 empate.

Total de 57 jogos nos dois estádios, 27 vitórias do Vasco, 19 vitórias do Flamengo e 11 empates.

Quíntupla coroa vascaína (maiores goleadas do Vasco sobre os times que faziam parte da AMEA, a qual o Vasco não fazia parte, por se recusar a abrir mão de escalar os jogadores negros e mulatos da equipe, como queriam os outros cinco clubes grandes do Rio de Janeiro/Guanabara)

Maior goleada do Clássico dos Milhões, Vasco 7 x 0 Flamengo, em 1931.

Maior goleada do Clássico dos Gigantes, Vasco 6 x 0 Fluminense, em 1930.

Maior goleada do Clássico da Amizade, Vasco 7 x 0 Botafogo, em 2001.

Maior goleada do Clássico da Paz, Vasco 9 x 0 América, em 2011.

Maior goleada do Clássico VasBangu, Vasco 9 x 1 Bangu, em 1929.