Felipe (“maestro”) no Planeta Xuxa

Em 30/05/1999, o jogador vascaíno Felipe (lateral esquerdo), já como campeão da Libertadores da América (1998), Carioca (1998) e do Campeonato Brasileiro (1997) pelo Gigante da Colina, participou do Planeta Xuxa, tendo sido entrevistado no quadro “Intimidade”.

A foto da tenista Sharapova posando ao lado de um retrato de um artista vestido de Vasco

A tenista russa Maria Sharapova, ex-número 1 do mundo, visitou a National Gallery of Victoria, em Melbourne, na Austrália, no ano de 2020 e tirou uma fotografia de uma parede em que tem um retrato de um homem (Keith Haring, um famoso artista gráfico dos Estados Unidos da América) vestindo a camisa do Vasco da Gama (RJ). A obra de Haring era tema de uma exposição na galeria, em Melbourne e chamou a atenção da tenista a foto do artista vestido com a camisa do Vasco.

O carinho de Thierry Henry pelo Vasco da Gama

Em 2007, o jogador francês Thierry Henry, que defendia na ocasião a equipe do Arsenal (ING), foi presenteado pelo Vasco (RJ) com uma camisa autografada por Romário, porque a diretoria vascaína ficou sabendo que o craque da Seleção da França cantava Vasco, Vasco, no vestiário do time do Arsenal (ING), tendo tido uma repercussão bastante positiva entre a torcida do Gigante da Colina, na época.

A década perfeita do Vasco no Carioca de Remo

Na década de 1950, o Vasco da Gama venceu todas edições do Campeonato Carioca de Remo, uma façanha até hoje única, entre todos os clubes. Na década de 1930, o Vasco chegou perto de conquistar todas edições, deixando de ganhar apenas a edição de 1933. O Flamengo, em duas ocasiões venceu 9 edições em uma mesma década, nas décadas de 1970 e de 1980; em 1970, o Vasco venceu e em 1982 o Vasco também venceu, impedindo o Flamengo de vencer todas as edições nessas décadas. Já em 1998, o Vasco conquistou o Carioca de Remo e quebrou a sequência de 15 títulos seguidos do Flamengo, que não conseguiu igualar a maior sequência de títulos da competição, que é de 16 títulos consecutivos, do Gigante da Colina, entre os anos de 1944 e 1959.

Vasco década a década no Carioca de Remo

Década de 1950: 10 títulos (1950, 1951, 1952, 1953, 1954, 1955, 1956, 1957, 1958, 1959);

Década de 1930: 9 títulos (1930, 1931, 1932, 1934, 1935, 1936, 1937, 1938, 1939);

Década de 1940: 6 títulos (1944, 1945, 1946, 1947, 1948, 1949);

Década de 1920: 5 títulos (1921, 1924, 1927, 1928, 1929);

Década de 2000: 5 títulos (2000, 2001, 2002, 2005, 2008);

Década de 1910: 4 títulos (1912, 1913, 1914, 1919);

Década de 1900: 2 títulos (1905, 1906);

Década de 1990: 2 títulos (1998, 1999);

Década de 1960: 1 título (1961);

Década de 1970: 1 título (1970);

Década de 1980: 1 título (1982);

Década de 1890: nenhuma conquista;

Década de 2010: nenhuma conquista;

Década de 2020: em andamento.

O Vasco no Santuário de Aparecida (SP)

O Clube de Regatas Vasco da Gama é um clube de prática cristã e no ano de 2021, o time vascaíno visitou o Santuário de Aparecida (SP), renovando a fé, em tempos tão difíceis para a humanidade, pedindo a proteção de Deus e de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.

O Vasco na Terra do Padre Cícero (“Padim Ciço”)

O Vasco da Gama já disputou cinco jogos na Terra do Padre Cícero (“Padim Ciço”), Juazeiro do Norte (CE), cidade a qual ajudou a fundar e viveu até a sua morte, embora natural de Crato (CE). O Cruzmaltino jogou em Juazeiro do Norte em 1977, 1995, 2009 e em 2014. No ano de 1977, o Vasco venceu o Combinado Juazeiro do Norte por 5 a 0 e por 6 a 1 . Em 1995, o Vasco conseguiu uma vitória por 1 a 0 sobre o Icasa. Em 2009, vitória vascaína por 4 a 1 e, em 2014, um empate por 1 a 1, ambos diante do Icasa, no Estádio Mauro Sampaio (“Romeirão”).