Dos 7 brasileiros com mais gols por um só time na história da Libertadores da América, 5 chegaram a jogar ao longo da carreira pelo Vasco da Gama

Total de gols de jogadores brasileiros, por um só time, na história da Libertadores da América:

Célio Taveira: 22 gols (Nacional do Uruguai);

Gabriel Barbosa: 21 gols (Flamengo);

Palhinha: 20 gols (Cruzeiro);

Pelé: 17 gols (Santos);

Jardel: 16 gols (Grêmio),

Zico: 16 gols (Flamengo),

Luís Fabiano: 14 gols (São Paulo)

Dos 7 brasileiros com mais gols por um só time na história da Libertadores da América, 5 chegaram a jogar ao menos uma partida, ao longo da carreira, pelo Vasco da Gama: Célio Taveira, Pelé, Jardel, Zico e Luís Fabiano.

O jogo entre Vasco (RJ) e Ponte Preta (SP): uniformes tradicionais e parecidos

Toda vez que há uma partida entre as equipes de Vasco (RJ) e Ponte Preta (SP), utilizando os seus uniformes tradicionais, alvinegros e com a faixa diagonal, é um dos jogos de vestimenta mais parecida entre times de futebol do Brasil. A diferença primordial reside na presença da Cruz de Cristo/Cruz Pátea/Cruz de Malta no peito, presente na camisa e short vascaínos, ao passo que na camisa do conjunto paulista está presente o seu escudo integral. O Vasco da Gama tem uma peculiaridade, pois não utiliza na sua roupa de competição o seu escudo por completo, mas de forma singular a Cruz.

Juninho Pernambucano (jogador que fez história no Vasco da Gama): recordista mundial de gols em cobranças de falta

Juninho Pernambucano, jogador que fez história no Vasco da Gama, é o recordista mundial de gols em cobranças de falta, com 77 bolas na rede, 22 com a camisa do Gigante da Colina. Dentre esses gols pelo Almirante, o gol de falta no Monumental contra a equipe do River Plate pela semifinal da Libertadores da América de 1998, “gol do Juninho Monumental”.

Top 10 mundial (gols de falta):

Juninho Pernambucano (Brasil): 77 gols,

Pelé (Brasil): 70 gols,

Legrotaglie (Argentina): 66 gols,

Ronaldinho Gaúcho (Brasil): 66 gols,

David Beckham (Inglaterra): 65 gols,

Maradona (Argentina): 62 gols,

Zico (Brasil): 62 gols,

Ronald Koeman (Holanda): 60 gols,

Rogério Ceni (Brasil): 59 gols,

Marcelinho Carioca (Brasil): 59 gols.

(Dos 10 primeiros do ranking mundial de gols de falta, 4 jogaram ao longo da carreira, ao menos uma partida pelo Vasco: Juninho Pernambucano, Pelé, Zico e Marcelinho Carioca).

Carlos Alberto Cavalheiro, goleiro do Vasco na década de 1950, primeiro arqueiro brasileiro a jogar uma olimpíada

O goleiro Carlos Alberto Cavalheiro defendeu a equipe do Vasco da Gama entre os anos de 1951 e 1957, conquistando muitos títulos, como o Torneio de Paris (1957), edição com valor de Mundial de Clubes à época e também o Torneio Octogonal Rivadávia Correa Meyer de 1953 (intercontinental), o Troféu Teresa Herrera (1957) e os Cariocas de 1952 e 1956. Jogou ainda na Portuguesa de Desportos (SP). Tornou-se o primeiro arqueiro brasileiro a jogar uma olimpíada, em Helsinque (1952). Também foi supervisor da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1974 e dirigente do Vasco na conquista do Campeonato Brasileiro de 1974, o primeiro da história do clube.

Silvio Luiz: o goleiro de maior estatura da história do Vasco da Gama

Com 1,98 metros de altura, o goleiro Silvio Luiz é o arqueiro, com passagem pelo Vasco, com maior estatura da história do Gigante da Colina.

Goleiros vascaínos (por altura, de 1,90m para cima, ao longo da história do clube):

Silvio Luiz: 1,98m,

Lucas Fonseca (Sub-20): 1,96m,

Vanderlei: 1,95m,

Tadic (Montenegro): 1,94m,

Roberto Volpato: 1,93m,

Carlos Germano: 1,92m

Rafael: 1,92m,

Diogo Silva: 1,92m,

Fernando Prass: 1,91m,

Alessandro: 1,91m,

Fernando Miguel: 1,91m,

Osvaldo Baliza: 1,91m,

Elinton: 1,90m,

Yustrich: 1,90m,

Lucão: 1,90m,

Alexander: 1,90m,

Gabriel Félix: 1,90m,

Thiago Rodrigues: 1,90m.

Dos 6 maiores artilheiros da história da Copa do Brasil, 4 jogaram com a camisa do Vasco, ao menos uma partida ao longo da carreira

Romário: 36 gols (jogou pelo Vasco, durante a sua carreira)

Fred: 35 gols,

Viola: 29 gols (jogou pelo Vasco, durante a sua carreira),

Oséas: 28 gols,

Paulo Nunes: 28 gols (jogou com a camisa do Vasco da Gama pelo Combinado Vasco/Flamengo, em 23/01/1992),

Dodô: 26 gols (jogou pelo Vasco, durante a sua carreira).