Alguns lugares (bairros, avenidas, ruas, praças) em homenagem a Vasco da Gama (pelo Brasil)

Bairro Vasco da Gama: Rio de Janeiro/RJ,

Bairro Vasco da Gama: Recife/PE,

Avenida Vasco da Gama: Macapá/AP,

Avenida Vasco da Gama: Salvador/BA,

Avenida Vasco da Gama: João Pessoa/PB,

Avenida Vasco da Gama: Aracaju/SE,

Rua Vasco da Gama: São Paulo/SP,

Rua Vasco da Gama: Santos/SP,

Rua Vasco da Gama: Santo André/SP,

Rua Vasco da Gama: São Bernardo do Campo/SP,

Rua Vasco da Gama: Araçatuba/SP,

Rua Vasco da Gama: Rio de Janeiro/RJ,

Rua Vasco da Gama: Belo Horizonte/MG,

Rua Vasco da Gama: Vespasiano/MG,

Rua Vasco da Gama: Montes Claros/MG,

Rua Vasco da Gama: Cariacica/ES,

Rua Vasco da Gama: Porto Alegre/RS,

Rua Vasco da Gama: Santa Cruz do Sul/RS;

Rua Vasco da Gama: Santa Rosa/RS,

Rua Vasco da Gama: Londrina/PR,

Rua do Vasco: Florianópolis/SC,

Travessa Vasco da Gama: Natal/RN,

Rua Vasco da Gama: Palmas de Monte Alto/BA,

Rua Vasco da Gama: Barreiras/BA,

Rua Navegador Vasco da Gama: Nova Viçosa/BA,

Rua Vasco da Gama: Recife/PE,

Rua Vasco da Gama: Petrolina/PE,

Rua Vasco da Gama: Fortaleza/CE,

Rua Vasco da Gama: Caucaia/CE,

Rua Vasco da Gama: São Luís/MA,

Rua Vasco da Gama: Manaus/AM,

Rua Vasco da Gama: Belém/PA,

Rua Vasco da Gama: Boa Vista/RR,

Rua Vasco da Gama: Porto Velho/RO,

Rua Vasco da Gama: Várzea Grande/MT,

Rua Vasco da Gama: Campo Grande/MS,

Praça Vasco da Gama: Goiânia/GO.

O surgimento da “zebra” no futebol

No Campeonato Carioca de 1964, no jogo disputado no dia 23 de julho nas Laranjeiras, pelo Campeonato Carioca, surgiu a “zebra” no futebol. Em um jogo contra a equipe do Vasco da Gama (RJ), o técnico da Lusa carioca Gentil Cardoso teria dito, em mais uma de suas frases folclóricas, que naquela partida podia dar “zebra”. A equipe vascaína, favorita, perdeu a partida por 2 a 1 e o time vencedor acabou ficando com o primeiro apelido de “zebra” no futebol (quando um time de menor expressão consegue desbancar um adversário de maior envergadura), tendo também o referido animal como mascote do clube.

“Faz o L aí”, a comemoração dos gols de Germán Cano pelo Vasco da Gama: uma homenagem ao seu filho

A cada gol com a camisa do Vasco da Gama, o artilheiro Germán Cano comemora fazendo o L com as mãos, símbolo que é uma homenagem ao seu filho Lorenzo. A comemoração logo se popularizou entre os jogadores e pais que têm filhos com nomes que se iniciam com a letra L. O jogador Nenê do Vasco, pai também de filhos com nomes com L nas iniciais, Lucas e Leonardo, inclusive chegou a comemorar junto com Germán Cano, ambos fazendo o L, na vitória vascaína por 2 a 1 diante da equipe do Coritiba, pelo Brasileirão Série B, no dia 16/10/2021. Nesse jogo, inclusive, tanto Germán Cano quanto Nenê balançaram as redes adversárias, um gol cada.