Duplas invictas na Seleção Brasileira, em jogos oficiais

Garrincha e Pelé, Roberto Dinamite e Zico e Bebeto e Romário, três duplas que nunca perderam jogando juntos pela amarelinha (Seleção Brasileira), em jogos oficiais, todos os seis vestiram a camisa do Vasco ao menos uma vez. Único clube do mundo em que estes seis craques jogaram ao menos uma vez; sete craques, incluindo a jogadora Marta, no futebol feminino.

Títulos do Expresso da Vitória (de 1944 a 1953)

Sulamericano de Clubes Campeões (CHILE): 1948

Torneio Início do Campeonato Carioca: 1944, 1945, 1948

Campeonato Carioca: 1945, 1947, 1949, 1950, 1952

Campeonato Carioca de Segundos Quadros, de Aspirantes (ou de Reservas): 1946, 1947, 1948, 1949 (tetracampeão consecutivo)

Campeão do Torneio Municipal do Rio de Janeiro: 1944, 1945, 1946, 1947 (tetracampeão consecutivo)

Campeão do Torneio Relâmpago do Rio de Janeiro: 1944 e 1946

Campeão do Torneio Octogonal Rivadávia Côrrea Meyer (BRASIL): 1953

Campeão do Quadrangular Internacional do Rio (BRASIL): 1953

Campeão do Torneio Internacional de Santiago (CHILE): 1953

(22 títulos em 10 anos)

Vasco da Gama: o clube mais internacional do futebol brasileiro

73 disputas internacionais/excursões (torneios/taças não oficiais ou com reconhecimento oficial posterior)

25 títulos

46 torneios/taças disputados(disputadas) na Europa

(16 títulos)

1 Torneio de Paris (FRANÇA) (Mundial de Clubes): 1957*

1 Torneio de Metz (FRANÇA): 1989

1 Troféu Cidade de Palma (ESPANHA): 1995

1 Troféu Cidade de Sevilla (ESPANHA): 1979

1 Troféu Festa d’Elx/Festa de Elche (ESPANHA): 1979

1 Troféu Colombino (ESPANHA): 1980

1 Troféu Cidade de Zaragoza (ESPANHA): 1993

1 Troféu Cidade de Barcelona (ESPANHA): 1993

1 Copa Myrurgia (ESPANHA): 1931

1 Taça Centenários (PORTUGAL): 1947

1 Teresa Herrera (ESPANHA): 1957

3 Ramon de Carranza (ESPANHA): 1987, 1988, 1989

1 Troféu Ilha de Funchal (PORTUGAL): 1981

1 Troféu Bortolotti (ITÁLIA): 1997

(11 conquistas na Espanha, 2 na França, 2 em Portugal e 1 na Itália)

*competição teve valor de título mundial, na época, mas como ainda não possui o reconhecimento da FIFA, foi computada na contagem dos torneios amistosos.

19 Torneios disputados na América ( 12 na América do Sul e 7 na América do Norte)

8 conquistas na América

**1 Torneio Sulamericano dos Campeões (a partir de 1997 a Conmebol reconheceu o caráter oficial da competição)

1 Torneio Internacional de Santiago (CHILE): 1953

1 Torneio Triangular Internacional do Chile (CHILE): 1957

1 Torneio Pentagonal do México (MÉXICO): 1963

1 Copa de Ouro (EUA): 1987

1 Copa Tap (EUA): 1987

1 Torneio Quadrangular de Lima (PERU): 1957

1 Torneio de Verão do Uruguai (URUGUAI): 1982

(2 conquistas nos EUA, 3 no Chile, 1 no Peru, 1 no Uruguai e 1 no México)

** foi computada a participação e o título do Vasco no Torneio Internacional de Clubes Campeões/Sulamericano de 1948, como competição não oficial, pois na origem não tinha o reconhecimento oficial, embora reunisse os melhores times do Continente Sulamericano, o que levou a Conmebol a reconhecer oficialmente a competição como o primeiro Sulamericano de Clubes, no ano de 1997, 49 anos depois da sua realização no Chile.

4 Torneios disputados na África

1 Conquista na África

1 Torneio da Amizade (GABÃO): 1991

2 Torneios disputado na Ásia

Nenhum título conquistado

1 Torneio disputado no Oriente Médio

Nenhum título conquistado

1 Torneio disputado na Oceania

Nenhum título conquistado

SELEVASCO DE TODOS OS TEMPOS

Goleiros: Barbosa, Carlos Germano, Jaguaré

Laterais esquerdos: Felipe e Mazinho

Zagueiros: Bellini, Mauro Galvão, Ricardo Rocha e Domingos da Guia

Laterais direitos: Paulo Roberto e Orlando Lelé

Volantes: Dunga, Luisinho, Fausto e Alcir Portela

Meias: Danilo Alvim, Geovani, Juninho Pernambucano, Dirceu

Atacantes: Edmundo, Bebeto, Romário, Ademir de Menezes e Roberto Dinamite

Técnicos: Flávio Costa e Antônio Lopes

Vasco: único clube brasileiro com o título de Real concedido pela Casa Real Portuguesa (Patronato Régio)

Desde 2017, o Vasco pode utilizar antes do seu nome a palavra Real, “Real Clube de Regatas Vasco da Gama”, através do Decreto de Alvará Régio do Chefe da Casa Real Portuguesa, Dom Duarte de Bragança (Duque de Bragança), que renovou e conferiu o Patronato Régio ao Vasco da Gama (RJ). O título real seria concedido ao clube no ano de 1908, na sua primeira década de existência, por ocasião da visita do Rei de Portugal Dom Carlos I ao Brasil, que já havia deliberado pela renovação e conferimento do título de “Real Sociedade”, que já gozava o Vasco durante o período em que Dom Luiz I esteve como Rei de Portugal.

Vasco: Década a década

1898: Fundação do clube;

Futebol (anos 1900)

Década de 1910: Criação do Departamento de futebol;

Década de 1920:

Resposta histórica (camisas negras),

primeiro jogo internacional do futebol (1928) Vasco 1 x 0 Montevideo Wanderers, com o primeiro gol olímpico em solo brasileiro, marcado pelo jogador Cruzmaltino, Sant’Anna;

Década de 1930:

Maior goleada do Clássico dos Milhões, em 1931, Vasco 7 x 0 Flamengo,

Campeão da Taça dos Campeões RJ/SP: 1936;

Década de 1940:

Campeão Sulamericano de Clubes: 1948 (invicto), clube ficou conhecido como Expresso da Vitória;

Década de 1950:

Melhor time do Mundo, Campeão do Torneio de Paris (1957), com uma vitória épica sobre o Real Madrid, por 4 x 3, o único campeão sulamericano (1948), contra o bicampeão europeu (1955/1956 e 1956/1957), no ano anterior, em 1956, o Vasco perdeu para o Real Madrid na final da Pequena Taça do Mundo de 1956, que pela primeira vez na história se enfrentavam um campeão sulamericano (1948) e um campeão europeu (1955/1956),

Campeão do Octogonal Rivadávia Correa Meyer (1953),

Campeão do Teresa Herrera de 1957,

Revelação de Pelé ao Mundo, combinado Vasco/Santos, no Torneio do Morumbi, Pelé marcou 5 gols com a camisa do Vasco,

Vitória do Vasco de 7 x 2 sobre o Barcelona, na Espanha, também em 1957,

Campeão do Rio São Paulo de 1958;

Década de 1960:

Campeão do Rio São Paulo de 1966;

Década de 1970:

Campeão Brasileiro de 1974;

Década de 1980:

Campeão Brasileiro de 1989,

Tricampeão do Torneio Ramon de Carranza: 1987, 1988, 1989;

Década de 1990:

Campeão Brasileiro de 1997,

Campeão da Libertadores da América de 1998,

Vice Campeão Mundial: 1998,

Campeão do Torneio Rio São Paulo: 1999;

Década de 2000:

Vice Campeão Mundial da FIFA de 2000,

Campeão Brasileiro de 2000,

Campeão da Copa Mercosul de 2000 (a virada do século),

Campeão Brasileiro Série B de 2009;

Década de 2010: Campeão da Copa do Brasil de 2011.

PRINCIPAIS CONQUISTAS DO VASCO

Campeão Mundial de Clubes (Primeiro Torneio de Paris, status de mundial à época): 1957;

Vice campeão Mundial: 1956 (Pequena Taça do Mundo da Venezuela, status de Mundial à época), 1998 (Copa Intercontinental), 2000 (Mundial de Clubes da FIFA);

Campeão do Octogonal Rivadávia Correa Meyer: 1953;

Campeão da Copa Libertadores da América: 1998;

Vice campeão da Copa Interamericana: 1998;

Campeão Sulamericano: 1948;

Campeão da Copa Mercosul: 2000;

Campeão Brasileiro: 1974, 1989, 1997, 2000;

Vice campeão Brasileiro (unificado): 1965, 1979, 1984, 2011;

Vice campeão da Supercopa do Brasil: 1990;

Campeão da Copa do Brasil: 2011;

Vice campeão da Copa do Brasil: 2006;

Campeão Brasileiro Série B: 2009;

Campeão do Torneio Rio São Paulo: 1958, 1966, 1999;

Vice campeão do Torneio Rio São Paulo: 1950, 1952, 1953, 1957, 1959, 1965, 2000;

Campeão da Taça dos Campeões Estaduais Rio São Paulo: 1936;

Vice campeão da Taça dos Campeões Estaduais Rio São Paulo: 1929 (Taça APEA), 1934, 1945, 1947 (Troféu Mito), 1987;

Campeão do Torneio João Havelange Rio São Paulo (semelhante à Taça dos Campeões Estaduais Rio São Paulo, mas com organização da CBF): 1993;

Campeão do Troféu Teresa Herrera: 1957;

Campeão do Troféu Ramon de Carranza: 1987, 1988, 1989.