Melhores sequências de títulos Estaduais/Municipais seguidos

Pentacampeão carioca futebol feminino: 1996, 1997, 1998, 1999, 2000

Tetracampeão Municipal: 1944, 1945, 1946, 1947

Tetracampeão do Torneio Início do Estadual do Rio de Janeiro: 1929, 1930, 1931, 1932

Campeonato Carioca de Aspirantes: 1946, 1947, 1948, 1949

Tricampeão Carioca de futebol masculino: 1922(série B), 1923, 1924 (Taça Constantino)

Tricampeão Carioca de futebol masculino: 1992, 1993, 1994

Jogadores que mais vezes fizeram 3 ou mais gols em um jogo pelo Brasileirão

Roberto Dinamite: 11 vezes

Washington: 9 vezes

Romário: 8 vezes

Serginho Chulapa: 8 vezes

Edmundo: 5 vezes

Baltazar: 5 vezes

Careca: 5 vezes

Túlio: 5 vezes

Zico: 5 vezes

Dos 9 da lista, 4 já vestiram a camisa do Vasco ao menos em 1 partida na carreira (Roberto Dinamite, Romário, Edmundo e Zico).

Quem tem mais vices? Vasco ou Flamengo?

Principais competições oficiais

Vasco (75)

Mundial (2*)

Sulamericano (0)

Nacionais (6)

Interestaduais (7)

Estaduais (26)

Taça Guanabara (13)

Taça Rio (8)

Copa Rio (0)

Torneio Início (8)

Torneio Relâmpago (2)

Torneio Extra (2)

Municipal (1)

*não foi computado o vice Mundial de 1956, porque embora a competição na Venezuela tenha reunido o único Campeão Sulamericano (Vasco) e o Campeão Europeu (Real Madrid) não tem o reconhecimento oficial. Foram computados apenas, então, o vice do Mundial de 1998 e o vice do Mundial de 2000.

Flamengo (79)

Mundial (1)

Sulamericano (4)

Nacionais (6)

Interestaduais (5)

Estaduais (31)

Taça Guanabara (11)

Taça Rio (8)

Copa Rio (1)

Torneio Início (9)

Torneio Relâmpago (0)

Torneio Extra (2)

Municipal (1)

Vasco 75 x 79 Flamengo

Maior vice campeão: Flamengo

Dia de Cocada e de chocolate da Páscoa

Em 22 de Junho de 1988, com o gol de Cocada aos 44 minutos do segundo tempo para a equipe Cruzmaltina em jogo válido pela final do Carioca entre Vasco e Flamengo, o Gigante da Colina se sagrava Bicampeão Carioca seguido em cima dos rubro-negros, 1987/1988.

Em 23 de Abril de 2000, o Vasco se tornava o Campeão da Taça Guanabara de 2000, com um chocolate de 5 x 1 no Flamengo, inesquecível, pois era véspera da Páscoa daquele ano.