Número de participações do Vasco em competições oficiais entre clubes da América.

Sulamericano de Clubes Campeões: 1948

Libertadores da América: 1975, 1980, 1985, 1990, 1998, 1999, 2001, 2012, 2018

Supercopa dos Campeões da Libertadores: 1997

Copa Mercosul: 1998, 1999, 2000, 2001

Copa Conmebol: 1993, 1996

Copa Sulamericana: 2003, 2006, 2007, 2008, 2011, 2018, 2020

Copa Interamericana: 1998

Um total de 25 participações do Vasco em competições oficiais entre clubes da América.

Grandes clubes do Rio de Janeiro e a lanterna do Campeonato Carioca de Futebol da Primeira Divisão

Em 1921, o Fluminense foi o lanterna do Campeonato Carioca (Primeira Divisão), terminando na sétima e última colocação, com uma campanha com três vitórias, 2 empates e 7 derrotas. O Flamengo foi o campeão dessa edição.

Em 1923, foi a vez do Botafogo ficar na lanterna do Estadual do Rio de Janeiro (Primeira Divisão), finalizando a disputa na oitava e última colocação, com uma campanha com duas vitórias, nenhum empate e 12 derrotas, na competição. O Vasco foi o campeão dessa edição.

Em 1933, chegou a vez do Flamengo segurar a lanterna, no Campeonato Carioca organizado pela Liga Carioca de Futebol (LCF), terminando na sexta e última colocação, em um torneio que contou com a participação de outras grandes equipes do Rio de Janeiro, como Fluminense, Vasco da Gama, Bangu (que foi o campeão) e América, contando também com a participação da equipe do Bonsucesso. O Botafogo foi o único grande que ficou de fora, tendo disputado a competição organizada pela AMEA.

O Vasco da Gama nunca terminou o Campeonato Carioca (Primeira Divisão) na última colocação.

Títulos Estaduais do futebol vascaíno nos anos 1960

Nos anos 1960, o Vasco não conquistou nenhum título do Campeonato Carioca, com o time principal, mas no Estadual de Aspirantes/Reservas foi campeão nos anos de 1960, 1961, 1964, 1966, 1967 (cinco títulos, pentacampeão), conquistando menos títulos, nessa competição, somente em comparação com a equipe vascaína que ficou conhecida como “Expressinho”, que era composta pelos jogadores suplentes do “Expresso da Vitória”, que conquistou a competição nos anos de 1942, 1943, 1946, 1947, 1948, 1949 (seis conquistas, hexacampeão).