Vasco: primeiro clube de fora da Espanha e o primeiro time brasileiro a disputar o Troféu Teresa Herrera

Em 1947, o Vasco fez uma excursão pela Europa, por Portugal e Espanha, tendo conquistado algumas taças, como a Taça Centenários, em Portugal, mas tendo sido derrotado pelo Atlético de Bilbao por 3 a 2 no Troféu Teresa Herrera de 1947, após ter sido o primeiro clube brasileiro convidado a disputar a competição, que estava em sua segunda edição, tendo tido como primeiro campeão o Sevilla e como segundo campeão o Atlético de Bilbao, que havia ficado com o vice na primeira edição. O Vasco foi, portanto, o primeiro clube não espanhol e o primeiro time brasileiro a disputar o Troféu Teresa Herrera. O Vasco foi também o primeiro clube brasileiro a vencer o Troféu Teresa Herrera, em 1957.

Vasco da Gama x Santos (com Pelé) e Vasco da Gama x Botafogo, Flamengo e Corinthians (com Guarrincha)

Foram 20 jogos entre as duas equipes, do Vasco com o Santos de Pelé, entre os anos de 1957 e 1974, tendo cada time vencido 8 vezes, sendo mais 4 empates. Equilíbrio, sem freguesia do Vasco, assim como no histórico de partidas entre o Vasco e o Botafogo de Guarrincha, com freguesia do time da estrela solitária, entre 1953 e 1965, com 20 vitórias do Vasco, 10 derrotas e mais 8 empates, em 37 encontros entre as duas equipes cariocas. O Flamengo com Guarrincha, também freguês, teve uma partida e uma derrota por 2 a 0 para o Vasco, em 1968. Já o Corinthians com Guarrincha, também freguês, com uma derrota por 3 a 0 para o Vasco, em 1966. Ambos os jogadores, Pelé e Guarrincha, tiveram também suas passagens pelo Vasco, respectivamente, nos anos de 1957 e 1967, ambos sem derrota jogando pelo Vasco. Pelé, inclusive, fazendo gol com a camisa do Vasco no Flamengo, no empate por 1 a 1 do Combinado Vasco-Santos com o Flamengo pelo Torneio Internacional do Morumbi de 1957.

Vasco: campanha do título da Copa Mercosul de 2000

Primeira fase:

Penarol (Uruguai) 4 x 3 Vasco (Brasil)

Vasco (Brasil) 3 x 0 San Lorenzo (Argentina)

Atlético Mineiro (Brasil) 2 x 0 Vasco (Brasil)

Vasco (Brasil) 1 x 1 Penarol (Uruguai)

San Lorenzo (Argentina) 0 x 2 Vasco (Brasil)

Vasco (Brasil) 2 x 0 Atlético Mineiro (Brasil)

Quartas de final:

Vasco (Brasil) 1 x 0 Rosário Central (Argentina)

Rosário Central (Argentina) 1 x 0 Vasco (Brasil)

Pênaltis: Vasco (Brasil) 5 x 4 Rosário Central (Argentina)

Semifinal:

River Plate (Argentina) 1 x 4 Vasco (Brasil)

Vasco (Brasil) 1 x 0 River Plate (Argentina)

Final:

Vasco (Brasil) 2 x 0 Palmeiras (Brasil)

Palmeiras (Brasil) 1 x 0 Vasco (Brasil)

Palmeiras (Brasil) 3 x 4 Vasco (Brasil)

Vasco: campeão

Resumo da campanha: 13 jogos, 8 vitórias, 1 empate, 4 derrotas, 23 gols a favor, 13 gols sofridos, 10 gols de saldo.

Vasco: campanha do título da Copa Libertadores da América de 1998 (abrangência panamericana, com a participação de equipes sulamericanas e de equipes do México)

Primeira fase:

Grêmio (Brasil) 1 x 0 Vasco (Brasil)

Guadalajara (México) 1 x 0 Vasco (Brasil)

América (México) 1 x 1 Vasco (Brasil)

Vasco (Brasil) 3 x 0 Grêmio (Brasil)

Vasco (Brasil) 2 x 0 Guadalajara (México)

Vasco (Brasil) 1 x 1 América (México)

Oitavas de final:

Vasco (Brasil) 2 x 1 Cruzeiro (Brasil)

Cruzeiro (Brasil) 0 x 0 Vasco (Brasil)

Quartas de final:

Grêmio (Brasil) 1 x 1 Vasco (Brasil)

Vasco (Brasil) 1 x 0 Grêmio (Brasil)

Semifinal

Vasco (Brasil) 1 x 0 River Plate (Argentina)

River Plate (Argentina) 1 x 1 Vasco (Brasil)

Final:

Vasco (Brasil) 2 x 0 Barcelona (Equador)

Barcelona (Equador) 1 x 2 Vasco (Brasil)

Vasco: campeão

Resumo da campanha: 14 jogos, 7 vitórias, 5 empates, 2 derrotas, 17 gol a favor, 8 gols sofridos, 9 gols a favor de saldo.

Robert Scheidt: um dos maiores atletas da história do esporte brasileiro e mundial (já defendeu as cores do Vasco)

Com 13 títulos mundiais, sendo um desses na categoria Júnior, 5 medalhas olímpicas, sendo 3 de ouro e duas de prata e mais 3 ouros em Jogos Panamericanos, Robert Scheidt é um dos maiores velejadores da história mundial do esporte. Dois gigantes do esporte mundial, Clube de Regatas Vasco da Gama (clube poliesportivo brasileiro, de alcance global) e Robert Scheidt (atleta versátil, classe laser e star, vencedor em ambas, um dos maiores competidores em esportes aquáticos de todos os tempos).

A melhor dupla do circuito mundial de vôlei de praia por 6 vezes, sendo que em 5 anos consecutivos (recorde): Adriana Behar e Shelda (já foram atletas do Gigante da Colina)

A dupla Adriana Behar e Shelda foi hexacampeã do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, nos anos de 1997, 1998, 1999, 2000, 2001 e 2004, sendo que foram campeãs 5 vezes, de forma consecutiva, de 1997 a 2001, um recorde de conquistas seguidas. Defenderam as cores do Vasco, percorrendo vários países do planeta, no final dos anos 1990 e início da década de 2000. Com certeza, uma das duplas mais vencedoras da história dessa modalidade esportiva, chamada também de vôlei de areia.

Vasco: primeira equipe brasileira a jogar com uma equipe da NBA

No Mundial de Clubes de Basquete Masculino de 1999, o Vasco jogou a final da competição contra o San Antônio Spurs, depois de vencer o campeão europeu na semifinal e o representante da Oceania, na fase anterior, chegando a vencer o terceiro quarto da decisão contra a equipe norte americana por 30 a 23, mas não conseguiu vencer os campeões da NBA, tendo sido o placar do jogo, 103 a 68, para a equipe dos Estados Unidos.

Torcidas do Vasco (ao longo da sua história) espalhadas pelo Brasil

Torcida de Mar e Terra,

Grêmio Queridos do Vasco,

FIV,

TOV,

TOVIVA,

Força Jovem,

Super Jovem,

Ira Jovem,

Loucos pelo Vasco,

Império Vasco,

Força Independente Vasco da Gama,

Mancha Negra,

Motivascão,

Guerreiros da Colina,

Guerreiros do Almirante,

Almirantes da Ilha,

Torcida Vasmarujos,

Torcida Gigante da Colina,

Torcida Trem Bala do Sul,

Pequenos Vascaínos,

Kamikazes Vascaínos,

União Vascaína,

Renovascão,

PetroVasco,

Confraria do Vasco,

Vasco Raça,

Vascentro,

Vascoreal,

Vasbandeira,

VasBarreira,

Vaslovasco,

Vaspavuna,

Vasquita,

Vascoelho,

Vascolina Camisa 13,

Vaspanema,

Vasmetal,

Vassucesso,

Vasco Serra,

Olavasco,

Vaskennedy,

Vasguel,

Vasdréia,

Vascontente,

Vascoinhaúma,

Vascarepaguá,

Vaspedro II,

Vascoilha,

Méier Vasco,

Vascachaça,

Vastelles,

Vasbicão,

Vasquintino,

Vasconçalo,

Feminina Camisa 12,

Vasmeriti,

Vasboêmios,

Vasconde,

Saravasco,

VASSOFIA,

Juavasco,

Vasco Brusque,

Vasco BH,

VasBoaVista,

Vascampinas,

Vasguaçu,

Vasresende,

Vasnatal,

Vascão Natal,

Torcida Vascaíba-Macaíba,

Vila Vasqueire,

Rasta,

Resenha vascaína,

Coração Cruzmaltino,

Vascoração,

Torcida Vascoense,

Torcida Vascarangola,

Torcida Vasvigário,

Torcida Vascaranduba,

Torcida Organizada do Vasco Jampa,

Vasparaíso,

Vascomunistas,

Anarquia,

Vasfeministas,

Nova Era Cruzmaltina,

Bacalhau Chopp;

Gigante Hostil;

Vasbaixada;

Apê Vasco;

Vasco Barbante;

Vascaju;

Gigantes do PPG;

Torcida VascoAliança;

Fuzarca-Am.

Selevasco (time de lendas)/Vasco legends

Selevasco formada apenas por lendas do futebol brasileiro, que vestiram a camisa do Vasco ao menos em uma partida de futebol na carreira.

Goleiro: Barbosa

Laterais: Garrincha e Júnior

Zagueiros: Bellini e Domingos da Guia

Meias/armadores: Zico, Telê Santana e Tostão

Atacantes/pontas: Heleno de Freitas, Leônidas da Silva e Ademir de Menezes.

Capitão do time de lendas (atleta do século): Pelé

Treinador: Zizinho

Presidente: Roberto Dinamite

Selevasco dos “Camisas Negras” de todos os tempos

Seleção do Vasco formada apenas por jogadores negros, com tantos gênios da bola que fica impossível imaginar como seria navegar pela história do Gigante Cruzmaltino sem que esses grandes jogadores tivessem desfilado os seus talentos jogando pelo Clube da Colina, por conta de quaisquer preconceitos raciais, pelos quais o futebol já passou, mas que foram enfrentados e vencidos, sendo o Clube de Regatas Vasco da Gama pioneiro na luta pela igualdade de direitos, independentemente da condição econômica ou da cor.

Goleiros: Nélson, Barbosa, Oncinha, Hélton

Laterais: Marco Antônio, Lira, Pimentel, Zé Maria, Jorginho Paulista, Jorge, Cássio, Mazinho, Gilberto

Zagueiros: Domingos da Guia (“Domingada”), Quinonez (“cabeleira”), Célio Silva, Odvan (“zagueiro zagueiro”), Dedé (“Dedeckenbauer”), Jaú, Ortunho, Júnior Baiano, Viana, Rafael Vaz, Rodrigo

Volantes: Fausto (“Maravilha Negra”), Alfredo II, Alcir Portela, Zé do Carmo, Amaral, Felipe Bastos

Meias: Cecy, Ely do Amparo, Isaías, Rubens Josué da Costa, Laerte, Tinoco, França, Paulo Miranda, Vágner

Atacantes: Leônidas da Silva (“Diamante Negro”), Gradim, Dener (“mistura do Guarrincha e do Pelé”), Romário (“chapa quente”), Pelé (“o atleta do século”), Amarildo, Paulo César Caju, Cláudio Adão, Vivinho (“jogador dos três chapéus”), Donizete (“pantera”), Viola, Tesourinha, Sabará, Livinho, Jorginho Carvoeiro e Valfrido “Espanador da Lua”

Treinador: Zizinho (“Mestre Ziza”)

Presidente: Cândido José de Araújo