A maior vantagem de vitórias a favor do Vasco no Clássico dos Milhões

Nas décadas de 1920, 1930 e 1940 e início da década de 1950, até a vitória vascaína por 4 a 1 sobre o Flamengo, em 26/11/1950, o Vasco abriu a sua maior vantagem de vitórias em relação ao Flamengo, no histórico de confronto direto entre as equipes, sendo 44 vitórias vascaínas, 29 vitórias do Flamengo e 22 empates, desde o primeiro jogo entre as equipes em 26/03/1922. O Vasco abriu, então, nos primeiros 95 jogos com o Flamengo, uma ampla margem de 15 vitórias a mais que os rubro-negros. Nesse período, dos “Camisas Negras” e do “Expresso da Vitória”, o Vasco tinha a maior torcida do Rio de Janeiro e encantava o Brasil (tricampeão carioca invicto em 1945, 1947, 1949), a América (primeiro campeão sulamericano, em 1948) e a Europa (primeiro time carioca a excursionar à Europa, em 1931, conquistando sua primeira taça Internacional, Taça Myrurgia, na Espanha. Conquistou também, em 1947, em outra excursão vitoriosa, mais uma bela taça na Europa, a Taça Centenários, em Portugal).

Juninho: gol de falta é com o reizinho

Foram 22 gols de cobrança de falta de Juninho Pernambucano com a camisa do Vasco da Gama (desde 1995, ano de sua estréia com a camisa do Cruzmaltino) dos 77 anotados na carreira do jogador. Para o físico inglês, Ken Bray, o reizinho de São Januário é o maior cobrador de faltas da história do futebol mundial, pela versatilidade nos métodos utilizados nas cobranças de falta, somada à eficácia dos mesmos. Juninho que foi homenageado, inclusive, em um trecho de música da torcida vascaína “contra o River Plate sensacional, gol de quem? gol do Juninho Monumental”, pelo seu gol de falta mais famoso com a camisa do Vasco, no empate com o River Plate da Argentina, no Estádio Monumental, que deu ao Gigante da Colina a classificação à final da Libertadores da América de 1998 (ano do centenário do Vasco da Gama), campanha que viria a ser coroada, logo depois, com o título da principal competição sulamericana, que nessa edição, teve caráter panamericano, tendo contado com a participação de equipes mexicanas.

O gol mais rápido da história do Vasco

Possivelmente o gol mais rápido da história do Vasco e um dos mais rápidos da história do Campeonato Carioca tenha sido anotado pelo jogador Reginaldo, na partida diante da equipe do Duque de Caxias, válida pelo Campeonato Carioca de 2014, com 7,87 segundos de bola rolando, tendo sido o primeiro da vitória vascaína por 4 a 0, no dia 23/03/2014.

Vasco: gigante por natureza

Sócio Gigante: um dos maiores programas de sócios do mundo, tendo chegado a colocar o Vasco entre os 8 maiores clubes do mundo em quantidade de sócios, no ano de 2020.

Vasco Academy: uma iniciativa do Clube de Regatas Vasco da Gama para lapidar novos talentos, com investimento na formação de base.

Vasco TV: um veículo de comunicação que aproxima o torcedor do dia a dia do Clube de Regatas Vasco da Gama.

Estádio de São Januário: curiosidades

Em 2002, eleito pelo canal Travel Channel um dos melhores estádios do mundo para se assistir a uma partida de futebol.

Em 2008, ficou em primeiro lugar na eleição das 7 maravilhas da Zona Norte do Rio de Janeiro.

Em 2011, São Januário ficou na lista do jornal inglês “The Telegraph” dos 5 estádios de futebol mais intimidadores do mundo. O estádio do Vasco que ficou também conhecido como “caldeirão”.

Vasco: único clube brasileiro tricampeão seguido do Troféu Ramon de Carranza – Espanha (um dos mais tradicionais troféus de futebol do mundo)

O Vasco foi tricampeão consecutivo do Troféu Ramon de Carranza, nos anos de 1987, 1988 e 1989. O Palmeiras é também tricampeão do Torneio, mas não de forma consecutiva, tendo vencido a competição nos anos de 1969, 1974 e 1975. Apenas o Real Madrid e o Real Betis, com 6 conquistas cada um, o Sevilla, com 7 títulos, o anfitrião Cádiz CF, com 8 troféus e o Atlético de Madrid, vencedor em 10 edições têm mais títulos que Vasco e Palmeiras, que estão entre os 8 maiores campeões do cobiçado troféu, juntamente ao Barcelona da Espanha. Vasco e Palmeiras são as únicas equipes brasileiras entre as 8 melhores da história da competição.

Atlético de Madrid (Espanha): 10 títulos

Cádiz CF (Espanha): 8 títulos

Sevilla (Espanha): 7 títulos

Real Madrid (Espanha): 6 títulos

Real Betis (Espanha): 6 títulos

Vasco (Brasil): 3 títulos

Palmeiras (Brasil): 3 títulos

Barcelona (Espanha): 3 títulos

Cronologia do Estádio de São Januário: Sala de Troféus, Parque Aquático, Capela Nossa Senhora das Vitórias, outros espaços do Estádio e outras sedes do clube

Estádio Vasco da Gama/São Januário: inaugurado em 21/04/1927, com campo de futebol, pista de atletismo, quadra de tênis e quadras de vôlei e basquete,

Inauguração dos refletores: 31/03/1928,

Busto do Almirante: inaugurado em 30/08/1942,

Construção dos alambrados de São Januário: ano de 1949,

Sede Náutica: inaugurada em 18/08/1950,

Salão de Troféus do Vasco: inaugurado em 21/08/1951,

Parque Aquático: inaugurado em 30/08/1953,

Capela Nossa Senhora das Vitórias: inaugurada em 15/08/1955,

Ginásio Vasco da Gama: inaugurado em 23/09/1956,

Sede do Calabouço: inaugurada na década de 1960.

Reinauguração do Estádio Vasco da Gama/São Januário, no ano de 1972, em jogo entre o Vasco e o Steaua Bucareste, vencido pelo Gigante da Colina por 2 a 0,

Pousada do Almirante: inaugurada em maio de 1987,

Hotel concentração: inaugurado em 05/04/2003,

Colégio Vasco da Gama: inaugurado em 08/03/2004,

Estátua de Romário: inaugurada em 2007, em homenagem ao milésimo gol do jogador formado na base do Vasco,

Megaloja: inaugurada em dezembro de 2011,

Ginásio Antônio Soares Calçada “Forninho”: inaugurado em 21/12/2011,

Instalação do novo placar eletrônico e das grades de vidro separando a arquibancada do campo de São Januário: inaugurados em 2012.

Placar eletrônico (reforço na estrutura): no ano de 2014,

Novo Centro de Memória: inaugurado em 16/08/2014,

Pousada do Almirante: reinaugurada em 02/06/2015,

Nova fachada do Estádio (com ilustrações de jogadores históricos do Vasco): inaugurada em 2018.

Nova iluminação: No ano de 2019, foram colocadas lâmpadas 100% led, nos refletores do Estádio,

CT do Almirante: inaugurado em 11/09/2020.