Time da Virada

O jogo que melhor representa esta característica do Cruzmaltino é a épica final da Copa Mercosul de 2000, em que o Vasco terminou o primeiro tempo perdendo de 3 a 0, quando depois, no segundo tempo da partida, diminuiu o placar para 3 a 2, ficou com um jogador a menos, empatando e virando o jogo com 10 jogadores em campo, na casa do adversário, em uma final de campeonato, com 4 gols em um só tempo, segundo tempo da partida, com 3 gols do “baixinho” Romário (chapa quente), em um estádio completamente lotado, que ao final do primeiro tempo já estava praticamente comemorando o título, em um 20/12/2000 que entrou para a história do Gigante da Colina, do time da Virada, como um dos mais emocionantes jogos da história do futebol sulamericano e mundial, em uma disputa continental oficial da Conmebol, o que deu mais peso ao feito daquele time monumental, que havia conquistado a vaga na final diante do tradicional River Plate, incluindo uma vitória de 4 x 1 lá na Argentina. O outro gol Cruzmaltino na grande decisão contra o Palmeiras foi de Juninho Paulista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s