Vasco da Gama: o primeiro clube gigante no futebol mundial

Com o título do Campeonato Sulamericano de 1948 (que foi disputado no Chile), competição que serviu de inspiração para a criação da Champions League, o Vasco (o “Expresso da Vitória”) se tornou o primeiro clube campeão continental no mundo (uma conquista pioneira e gigantesca) e com certeza foi um dos melhores do planeta no seu tempo. Uma pena que ainda não havia, naquela época, uma competição que pudesse definir o melhor time global, que certamente seria o “Expresso da Vitória” vascaíno, que era a base da Seleção Brasileira de Futebol Masculino (quase um time inteiro, inclusive o treinador era o mesmo do Gigante da Colina, Flávio Costa) que disputou a Copa do Mundo de 1950, que foi realizada no Brasil.

“A história do Vasco era pra ser estudada na escola”

O historiador Luis Antônio Simas declarou em agosto de 2020, no mês do aniversário de 122 anos do Vasco da Gama, que a história do clube é uma das mais lindas do futebol brasileiro e deveria ser estudada nas escolas, por sua trajetória de luta pela inclusão social através do esporte, tendo concluído a sua participação reconhecendo a importância global do Cruzmaltino: “Vasco é um patrimônio do Rio de Janeiro, do Brasil e nessa circunstância toda, o Vasco é patrimônio da cultura do mundo.”