Os aviões vascaínos

O Vasco tem origem na tradição do mar, com o navegador português Vasco da Gama, que carregava a Cruz de Cristo na caravela, que desbravava, de forma heróica, os caminhos marítimos desconhecidos e nunca dantes percorridos, até chegar nas novas terras e culturas recém descobertas. Muitos anos depois, o Clube de Regatas Vasco da Gama foi fundado no Rio de Janeiro (Brasil), em 1898, 400 anos depois do navegador português ter chegado na Índia (no oriente), em 1498. O tradicional clube brasileiro começou também na água, no remo, depois foi para o futebol (terra) e para tantos outros esportes, tornando-se uma das maiores agremiações multiesportivas do mundo. Na década de 1940 (período em que o povo brasileiro e a humanidade passaram por um dos momentos mais difíceis da história, de crise humanitária), o Vasco doou dois aviões à Força Aérea Brasileira, à República Federativa do Brasil (em um gesto de civismo, de patriotismo), através de uma campanha de mobilização realizada pelo clube, para angariar recursos, conseguiu comprar os dois aviões, que foram personalizados com a Cruz de Malta e, então, doados oficialmente, em cerimônia realizada no Estádio de São Januário, à nação brasileira. Cada avião ficou conhecido como “Avião Vasco da Gama”.